introdução à beleza da farsa

setembro 27, 2007

Prezados,

 

Quando eu era criança, pensava em ser desenhista, muito embora não conseguisse nem desenhar as letras do meu próprio nome; pensava em ser astronauta, apesar do medo de altura – eu, na minha sabedoria infantil, percebi que ele perdia todo o sentido na ausência de gravidade. Pensava em milhares de coisas. Foi quando cheguei à adolescência que percebi que minha verdadeira vocação era ser ghostwriter.

 

Não me comparo àquele personagem de Budapeste, um ghostwriter metido a artista, com um quê de frustração – tá, talvez nisso eu me pareça com ele. Eu era ghostwriter de cartas de amor. Talvez por não acreditar muito em amor, talvez por acreditar demais, abri mão de vivê-lo durante certa fase da vida, e preferi experimentar as suas sensações mais pueris – as físicas eram impossíveis, não consegui ser ghostkisser nem algo do gênero – vivendo a história dos outros. Quantos olhares para amigos conquistei com simples bilhetinhos de sala de aula? Quantas noites românticas proporcionei a eles, que mal sabiam soletrar a palavra amor? Quantos flertes presenciei, sentindo o mesmo frio na barriga dos envolvidos?

 

Minha vida de ghostwriter era maravilhosa. Mas, num belo e longínquo dia de minha adolescência, tive a brilhante idéia de desistir do prefixo “ghost” e me jogar de cabeça nesse jogo que eu, supostamente, conhecia tão bem.

 

Deveria ter deixado a porra do prefixo em paz.

 

Atenciosamente,

 

Benedict “Ghostwriter” Johnson

Anúncios

One Response to “introdução à beleza da farsa”

  1. Felipe Capra Says:

    sim sim sim


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: